Treino para maratona

maratona

“Após completar cinco meia-maratonas (21 km), criei coragem e me inscrevi para a primeira maratona completa, mas tenho dúvidas. Às vésperas da prova, com o aumento da ingestão de carboidratos e a diminuição dos treinos, virá o aumento de peso. Não será prejudicial às articulações? E a famosa “barreira” após os 30 km? Todos os atletas a sentem? Como superá-la?”
Rita de Cássia Gebara Miranda, Sumaré, SP

No treinamento para provas longas, é preciso aumentar a ingestão de carboidratos antes da competição. Em paralelo, o atleta entra na fase chamada de polimento, quando diminui as cargas de treino. Isso tudo favorece o desempenho do atleta e “não é capaz de causar efeito prejudicial ao sistema osteoarticular”, diz o médico especializado em medicina do esporte Marcelo Baboghluian, do Projeto Marazul. Já a “barreira” é causada pelo esgotamento das fontes de energia mais disponíveis, como carboidratos e lipídios. A maioria dos atletas sente esse tipo de fadiga, que é superada com concentração e hidratação adequada.

Jornal a Folha de São Paulo- Folha equilibrio

Treino para maratona
Tagged on: